Quem sou eu

Minha foto
Desejam falar comigo? *Escrevam seus comentários, que assim que puder, entrarei em contato. Eu não uso outlook.

quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Tristão e Isolda


Há tempos escrevi uma adaptação para a história Tristão e Isolda.

Este texto é uma adaptação de Tristão e Isolda, contando a história de um jovem casal que, após encontrar-se de forma inusitada, apaixona-se e tem que enfrentar tudo e todos. Foi uma das inspirações para Shakespeare escrever Romeu e Julieta. As origens da lenda estão no folclore celta, sendo as duas versões mais antigas as de Thomas da Bretanha e Béroul. A versão de Thomas, um pouco mais antiga, serviu de base para a obra do trovador anglo-romano Béroul, que ampliou-a.
A história foi imortalizada quando o compositor alemão Wagner usou-a em sua mais famosa ópera.

Resolvi colocar o texto em capítulos mensais no meu site, aqui vai o começo da história:

INÍCIO

Numa tarde fresca e de odor primaveril, aproxima-se do reino de Lionês dois altivos cavaleiros: um de meia idade e o outro no tenro vigor de sua juventude. O primeiro demonstra, pelas linhas e marcas de seu rosto, a experiência e a sabedoria engajadas na aparência de um velho combatente; e o segundo, o mais moço, reflete em seus olhos a idade dos sonhos e aspirações de glória, a força e a destreza do ápice da vida. Este jovem cavaleiro é Tristão, o filho da tristeza e sucessor do soberano das terras de Lionês.

Vinha da Gália, onde permanecera sob as ordens do rei daquelas terras; seu companheiro, Sir Gorvenal, era seu mentor. Levara o jovem com ele para a Gália, a fim de livrá-lo das garras de sua cruel madrasta que, visando o interesse de seus filhos, tentou envenená-lo. O pai de Tristão, ao descobrir que sua esposa atentara contra a vida de seu primogênito e filho do grande amor de sua vida, quis expulsá-la do castelo junto com os filhos, mas Tristão, que além de nobre possuía um generoso coração, pediu para que o pai não fizesse isso; que pensasse antes em seus irmãos, pois estes não tinham a menor parcela de culpa na insensatez da mãe. Com isso, depois de um tempo, o rei e a rainha reconciliaram-se e Tristão, partiu à Gália com a desculpa de que Gorvenal iria completar-lhe os treinamentos e os estudos.

Passou-se anos a fio até Tristão receber a notícia da morte de sua madrasta e seu pai, agora, encontrava-se doente. Quanto aos seus irmãos, um fez-se monge numa abadia beneditina em Caerlon e o outro, perdeu-se na vida em troca de aventuras e não mandava notícias; provavelmente, teria encontrado a morte durante suas andanças. O pai estava só no momento mais penoso de sua vida e Tristão, resolveu voltar às terras de Lionês, para ficar com ele durante um tempo.

4 comentários:

  1. Aeeeeeeeeee, to aqui marcando presença, desculpa nao ter aparecido antes.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Paula. Hoje fucei legal tudo por aqui e adorei.Havia entendido q Tristão seria sua primeira postagem...
    Amei tudo, adorei os desenhos.
    Beijo.

    ResponderExcluir

Minha vida(fotos): Cosplay Alucard "anime Hellsing"

Minha vida(fotos): Cosplay Alucard "anime Hellsing"

Cosplayer como Saori

Cosplayer como Saori

Casamento da Babi

Casamento da Babi
Meus afilhados e meus padrinhos também ^^'

Nosso grande passo

Nosso grande passo
a realização de um sonho

Todos os Padrinhos reunidos

Todos os Padrinhos reunidos

Grandes amigos

Grandes amigos

Passeio em Paquetá

Passeio em Paquetá
abril 2008